Cenário atual do rastreamento veicular

O mundo atual passa por uma das maiores crises de saúde de sua história e isso certamente se reflete na atividade econômica. Em diversos setores, a recessão já é uma realidade e será enfrentada ao longo de anos. Mas, assim como em todo o planeta, há no Brasil alguns ramos do mercado cujo cenário é propício para crescimento e um deles é o de rastreamento veicular.

Explicando de forma simples e direta, uma crise econômica não raro se reflete em crise social, e um de seus efeitos mais comuns é o aumento da violência. Por isso, tanto para veículos pessoais e familiares quanto para grandes frotas, a instalação de rastreadores é uma tendência ainda mais forte do que os tempos de pré-crise.

 

O ANO DE 2012

Neste ano aconteceu o primeiro boom. No período citado, o mercado de rastreamento veicular movimentou cerca de 1,5 bilhão de reais, o que representou a instalação de 1,94 milhão de
dispositivos colocados em operação. Em seguida, o país mergulhou em um grave momento de recessão econômica. Isso se refletiu em vários mercados, inclusive no setor automotivo, que enfrentou um período de baixo crescimento. Porém, com a melhoria do ambiente econômico, o setor está ganhando fôlego novamente.

 

REVITALIZAÇÃO

De acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em 2018 o licenciamento de novos veículos aumentou 14,6% e em 2019 o aumento foi de 12% em comparação a 2018. na comparação com 2018.

Esses números se refletiram no mercado de rastreamento veicular. A conta é simples: aumento de frota significa mais consumidores interessados pela tecnologia.

 

NÚMEROS ATUAIS

Segundo dados da IDC Brasil, uma provedora de servições de inteligência de mercado, consultoria e ações estratégicas de marketing para os segmentos de Tecnologia da Informação e de
Telecomunicações, cerca de 40% das empresas que já possuem algum tipo de ferramenta de rastreamento pretendem continuar investindo em soluções semelhantes.

Segundo a empresa, o principal objetivo das companhias ao investir em rastreamento é reduzir o número de roubos de veículos e de cargas. Além disso, a tecnologia também permite diminuir as
despesas com seleção de rotas, ter maior domínio sobre as horas dos funcionários que conduzem os
automóveis e aumentar a produtividade.

 

DIMINUIÇÃO DE ROUBOS

De acordo com dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, os índices de roubos e furtos de veículos apresentaram queda. Os roubos diminuíram 2,3% e os furtos 9,2% no total nacional, o que demonstra que tanto as ações de combate quanto o uso de tecnologias que impedem os crimes vêm apresentando bons resultados.

 

QUALIFICAÇÃO DO MERCADO

O Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi) também realizou uma pesquisa com o setor de rastreamento veicular. Foram analisados 38 fornecedores de tecnologias para rastreamento
veicular. Destes, grande parte tinha contratos sociais e homologação de seus equipamentos, fortalecendo, assim, a formalidade do mercado. Além disso, 37% das empresas são certificadas por
órgãos que prezam pelos padrões de segurança e de qualidade, como o ISO.

Outro dado relevante do mercado é que os funcionários responsáveis pela tecnologia de rastreamento passam por programas de treinamento periódicos. 50% deles são capacitados frequentemente, 29% têm conhecimento básico sobre as ferramentas e os veículos e 21% contam com forte conhecimento nos equipamentos.

Quando o assunto é o atendimento ao cliente, grande diferencial competitivo, 74% disponibilizam equipes exclusivas para tal e 79% ofertam atendimento 24 horas para emergências. Outro detalhe
relevante para o sucesso das empresas que fornecem rastreamento de carros e cargas é que 95% delas oferecem assistência técnica móvel.

 

Está mais do que clara a importância da contratação de rastreamento veicular?
Então venha conhecer quem faz melhor esse serviço. Entre já em contato com a Opensat! Excelência no serviço,
qualidade no atendimento e preço são alguns dos nossos pilares! Fale agora mesmo com a gente!

Compartilhar:

Opensat